por Mirian Bobrow

COMO LIDAR COM AS EMOÇØES GERADAS PELA PANDEMIA?

O mundo passa por momentos jamais vividos. A crise esta aí, as informações estão aí, as incertezas estão aí, e como se não fosse suficiente, todos estamos em isolamento!!! Isolados fisicamente, porém antenados e ligados, real time, a tudo que ocorre no mundo.
As informações são muitas das vezes desencontradas, estressantes e podem nos levar a percepção de um futuro incerto. Todo este ambiente adverso afetará cada um de nós de forma diferente, pois dependerá da personalidade e do estado emocional de cada um. Além disso, as nossas experiências e traumas do passado também poderão nos afetar significativamente durante este período extraordinário.
O fato de termos passado por situações traumáticas, tais como doenças próprias, alheias ou a morte de entes queridos, pode alterar a relação que temos com o nosso mundo emocional e potencializar a nossa percepção de risco real. Este ambiente impõe uma série de angustias e incertezas, nos levando a sentir medos e ansiedades.
É importante reconhecermos esses medos e ansiedades: se são antigos, novos ou se fomos contaminados por alguém? Temos que contextualizar e tentar acalmá-los com recursos que nos regulem emocionalmente.
Manter uma atitude mental de apreensão ou negar a situação, em nada nos ajuda. Deveríamos exteriorizar os nossos sentimentos, como forma de ajudar a gerenciá-los, pois falar em voz alta, diminui seu impacto sobre nós. Essa atitude também nos ajuda a conectar com outras pessoas e compartilhar com elas os nossos sentimentos. Com certeza, vamos perceber que muitas delas sentem o mesmo que nós e isso normaliza os nossos sentimentos e nos ajuda a ter mais apoio.

O que poderíamos fazer para diminuir o Medo?

A busca excessiva por informações, tentando superar os nossos medos, pode ter efeito contrário, sobretudo quando elas são conflitantes, pois alimenta o obsessivo diante do racional.
Durante os tempos de crise, notícias falsas e boatos podem provocar ainda mais estresse e medo desnecessários. Ao aceitar apenas informações de especialistas e médicos, podemos fazer a nossa parte para conter o pânico.
Ficar pensando em como será daqui para frente, quando sairemos desta, etc. pode gerar muita ansiedade.

O que nos ajudaria a minimizar a ansiedade?
• Fazer exercícios físicos.
• Poder nomear o que esta sentindo
• Exercícios que nos tragam para o aqui e agora, (meditação, Mindfulness)
• Viver um dia de cada vez
• Quando perceber que a nossa mente esta indo lá para frente, traga-a para o momento
• Mas, quando a ansiedade se torna impossível de ser controlada, o mais indicado é procurar por ajuda profissional.

Durante essa semana, faremos alguns posts seguindo essa linha de pensamento e raciocínio.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *